LIDERANÇAS DO PSDB QUEREM SER OUVIDAS POR DÓRIA

Em encontro com a participação de 19 municípios e mais de 100 lideranças do médio Paranapanema, e que contou com a presença de seu principal líder, o deputado estadual eleito Mauro Bragato, o prefeito de Tarumã, Oscar Gozzi – sempre muito bem articulado e pragmático – defendeu a elaboração de propostas que devem ser levadas ao governador João Dória. Do documento, que vai passar pela equipe de transição e do diretório estadual, terá como conteúdo as principais reivindicações da região de Assis e o compromisso de que os prefeitos serão prestigiados pelo novo governo tucano paulista. Gozzi defendeu a tese de que deva ser marcado um encontro com o governador eleito antes da posse, em 1º. de janeiro, visando formalizar essa proposta.

Segundo representantes do partido em Assis, como o vereador Carlos Binato , há demandas importantes que precisam ser atendidas com urgência, como a volta do Unacom (serviço de oncologia) para o Hospital Regional, uma vez que essa especialidade que beneficia centenas de pessoas, foi descredenciada pelo Ministério da Saúde. O deputado Bragato defendeu uma reformulação administrativa e operacional no funcionamento do Regional, visando uma oferta maior de serviços à população. Já Denise Fernandes disse que a atenção básica a saúde e a otimização dos recursos do HR , devem figurar como prioridade no futuro governo do PSDB e carece de mais investimentos compatíveis com a atual realidade.

MEA CULPA

Já o coordenador regional Ricardo Pinheiro Santana assumiu que após o resultado das urnas, o PSDB deve fazer uma auto-critica para se reorganizar. Reconheceu que houve muitos problemas e um clima de descontentamento interno na legenda. Várias lideranças se pronunciaram sobre o assunto, dizendo que ficaram a margem das decisões da gestão Geraldo Alckmin e durante a campanha eleitoral se sentiram ainda mais desprestigiadas. A prefeita de Paraguaçu Paulista, Almira Garms afirmou que em determinados momentos “nós nos sentimos acuados e passamos por grandes constrangimentos”. Houve um ponto de consenso, o de que foram cometidos vários erros e que o governador Dória foi eleito com os votos do interior, já que na capital a sua densidade eleitoral caiu de maneira vertiginosa em relação a sua vitória como prefeito de São Paulo. Segundo ela, em que pese o fato de Alckmin ter sido um grande governador, para concorrer a presidência da Republica acabou passando a mão na cabeça de todo mundo em busca de apoio e se esqueceu do PSDB que sempre lhe deu o necessário suporte.

Já prefeitos , vices e vereadores endossaram a tese do anfitrião Oscar Gozzi, de que a região deva se mobilizar em busca de apoio junto a Dória antes mesmo de assumir o Palacio dos Bandeirantes, porque até agora a regra tem sido canalizar investimentos para a capital e região metropolitana, em detrimento do interior. Esse processo deve ser revertido. A equipe de transição defende a criação de uma Secretaria do Interior, mas os municípios querem que ela seja valorizada em termos de recursos orçamentários, e não apenas para exercer a função de encaminhar documentos.

RETALIAÇÃO

O prefeito Oscar Gozzi lembrou que o governador eleito terá que realizar uma gestão que atenda a todos os municípios, mas de forma isenta, e sem retaliação a adversários. Mas concorda com o pensamento da maioria de que os tucanos devam ser ouvidos. Advertiu, todavia, que os prefeitos têm que ter projetos as mãos na formulação de reivindicações, porque hoje a liberação de verbas passam por esse processo. Esse apoio do Estado é importante, porque as prefeituras estão descapitalizadas. Gozzi, no entanto, defendeu que esses pleitos devem ser conduzidos pela maior liderança regional do PSDB, o deputado Mauro Bragato.

O parlamentar disse que esses encontros regionais do partido para ouvir as lideranças, serão realizados em cidades estratégicas com o objetivo de aproximar o interior do governador Dória. Salientou que continuará trabalhando pela região como sempre fez, colocando-se a disposição dos prefeitos. Já com a experiência de vários mandatos, crê que o partido precisa dessa reoxigenação, depois do susto que levou nas últimas eleições. Salientou que o mais importante é que o PSDB conseguiu , através de João Dória, vencer em São Paulo, o maior estado da federação.

ADESÕES

Ao final do encontro, realizado na Câmara Municipal, vários prefeitos e lideranças assinaram a ficha de filiação no PSDB, acreditando que realmente as coisas vão mudar e que o interior será mais valorizado, sobretudo a região de Assis que é carente de investimentos estaduais.