Energisa orienta sobre consumo de energia em períodos de altas temperaturas

A Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) definiu a bandeira tarifária amarela para janeiro de 2021, o que significa um custo de R$ 1,343 para cada 100 quilowatts-hora consumidos. Por isso, em períodos de altas temperaturas, o consumidor precisa ficar atento a uma regra básica: economizar energia é uma atitude sustentável para o meio ambiente e para o bolso.

Na área de concessão da Energisa Sul-Sudeste, a conta de energia elétrica de um cliente residencial com um consumo de 153kw/h mês, durante a vigência da bandeira amarela, deve sofrer uma variação média de 2,52%.  Ou seja: se no período de bandeira verde esta fatura é de R$ 121,33 com a mudança para bandeira amarela ela poderá custar, em média, R$ 124,39. É importante lembrar que a mudança na bandeira tarifária incide também nos impostos estaduais e federais.

Em dezembro, a ANEEL reativou o sistema de bandeiras tarifárias, com a aplicação da bandeira vermelha patamar 2, com custo de R$ 6,243 para cada 100 quilowatts-hora consumidos, o que representou uma variação de 11,72% para uma fatura de 153 kw/h mês de um cliente residencial na região de distribuição da Energisa Sul-Sudeste.

A Energisa alerta que o consumidor precisa redobrar a atenção para o uso adequado da energia elétrica, especialmente porque as temperaturas seguem elevadas e os equipamentos como refrigeradores e aparelhos de ar-condicionado naturalmente já consomem mais energia nesse período.

O gerente de Serviços Comerciais da Energisa Sul-Sudeste, Dalessandro Luis Mafei, reforça a importância dos consumidores mudarem seus hábitos e atitudes, pois o uso consciente da energia elétrica não gera desperdício e contribui na redução do valor da conta.

“É importantíssimo rever hábitos individuais e coletivos no dia a dia para garantir um consumo mais adequado às condições de cada família. Outra dica é redobrar a atenção quando for adquirir um novo equipamento eletroeletrônico, aposte nos que possuem etiqueta de classificação mais econômica e o Selo Procel. O propósito da Energisa é para que todos tenham o conforto da energia elétrica sem sustos com o orçamento doméstico no fim do mês”, destacou.

Sobre bandeiras tarifárias

O sistema de bandeiras tarifárias foi criado pela ANEEL e funciona como uma sinalização para que o consumidor de energia elétrica conheça, mês a mês, as condições e os custos de geração no País. Quando a produção nas usinas hidrelétricas (energia mais barata) está favorável, aciona-se a bandeira verde, sem acréscimos na tarifa. Em condições ruins, podem ser acionadas a bandeira amarela, vermelha 1 ou vermelha 2.

Confira abaixo algumas Dicas de Economia de Energia:

Chuveiro elétrico

●      Tomar banhos mais curtos, de até cinco minutos

●      Selecionar a temperatura morna no verão


Ar-condicionado

●      Não deixar portas e janelas abertas em ambientes com ar-condicionado

●      Manter os filtros limpos

●      Diminuir ao máximo o tempo de utilização do aparelho de ar-condicionado

●      Colocar cortinas nas janelas que recebem sol direto

Geladeira

●      Só deixar a porta da geladeira aberta o tempo que for necessário

●      Regular a temperatura interna de acordo com o manual de instruções

●      Nunca colocar alimentos quentes dentro da geladeira

●      Deixar espaço para ventilação na parte de trás da geladeira e não a utilizar para secar panos

●      Não forrar as prateleiras

●      Descongelar a geladeira e verificar as borrachas de vedação regularmente

Iluminação

●      Utilizar iluminação natural ou lâmpadas econômicas e apagar a luz ao sair de um cômodo; pintar o ambiente com cores claras

Ferro de passar

●      Juntar roupas para passar de uma só vez

●      Separar as roupas por tipo e começar por aquelas que exigem menor temperatura

●      Nunca deixe o ferro ligado enquanto faz outra coisa

Aparelhos em stand-by

●      Retirar os aparelhos da tomada quando possível ou durante longas ausências