Energisa Sul-Sudeste investe em luminárias de led em Tarumã e Salto Grande

A substituição das lâmpadas convencionais por lâmpadas de led tem o objetivo de contribuir com a modernização e economia dos municípios

A Energisa Sul-Sudeste está investindo na melhoria da iluminação pública nas cidades de Tarumã e Salto Grande. A empresa finalizou a substituição da tecnologia atual das luminárias, com lâmpadas a vapor de sódio, por luminárias com tecnologia led em 139 pontos de Tarumã e 132 pontos em Salto Grande.  A iniciativa é por meio do Projeto de Eficiência Energética (PEE), aprovada e regulamentada pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), que tem o objetivo de proporcionar a redução na demanda por energia, evitando desperdício e contribuindo para uma economia no valor da conta de luz das cidades. 

“Mesmo em um cenário complexo ocasionado pela pandemia do novo coronavírus, demos sequência na execução de diversas iniciativas importantes, seguindo todos os protocolos de saúde e segurança. Na execução dos projetos, a Energisa Sul-Sudeste investiu na cidade de Tarumã mais de R$ 186 mil e em Salto Grande mais de R$ 150 mil. Os benefícios para os municípios são muitos, como a redução de demanda e consumo de energia elétrica, além da melhoria da iluminação e maior segurança à população. E mais, o led possui um ciclo de vida bem maior em relação aos sistemas convencionais, o que contribui para que as prefeituras administrem melhor os recursos de iluminação pública”, destaca o coordenador de Eficiência Energética da Energisa, Thiago Peres de Oliveira.

A substituição das lâmpadas foi realizada em pontos das avenidas Tarumã e das Orquídeas. Com esse investimento, Tarumã poderá economizar cerca de 126,92 MWh/ano (megawatt-hora/ ano), o que equivale ao consumo mensal de 52 residências com uso médio de 200 kWh por mês (quilowatts-hora/mês).  

Já em Salto Grande as substituições aconteceram nas avenidas Coronel Pedro S. Pocay e Deputado Antônio Sílvio Cunha. Com esse investimento, o município poderá economizar cerca de 85,54 MWh/ ano (megawatt-hora/ ano), o que equivale ao consumo mensal de 35 residências com uso médio de 200 kWh por mês (quilowatts-hora/mês).